Simplício Explica: Freio Auto-Hold

 

A tecnologia do setor automobilístico segue sempre evoluindo. Os freios Auto-hold são uma inovação interessante e estão se tornando cada vez mais comuns entre todos os fabricantes. Por isso, no nosso novo artigo, falaremos como é o seu funcionamento e por que ele se tornará um item indispensável no trânsito das nossas cidades.

 

De todas as novas tecnologias lançadas nos últimos anos, desde sistemas de condução semi-autônoma à sistemas de infoentretenimento, uma das tecnologias mais subestimadas e menos faladas é o Auto-hold. Um sistema tão simples e direto, que é admirável saber que tenha demorado tanto tempo para se popularizar.

O sistema Auto-hold é acionado quando o carro está parado em uma sinaleira ou em algum local de parada obrigatória, freando o veículo tanto em subidas quanto em descidas durante o tempo que for necessário, seja dez segundos, um minuto ou mais. Para que isso aconteça, o motorista apenas precisa pisar no freio com o sistema acionado. Para que o freio seja solto, basta o condutor pisar no pedal do acelerador, e o carro será liberado para andar novamente.

O sistema é perfeito para pessoas que enfrentam grandes engarrafamentos, onde os motoristas gastam muito tempo com o pé no freio.

 

Clientes, como os da montadora Mercedes, já estão acostumados com o sistema há algum tempo, já que a montadora implantou os freios de retenção automática a mais de uma década.

Enquanto os primeiros freios Auto-hold trabalhavam exclusivamente com câmbios automáticos, os sistemas mais modernos já atuam com câmbios manuais. Em sua maioria atuam juntamente com o sistema ESP (controle eletrônico de estabilidade) e o sistema de freios ABS em conjunto. Nos modelos das VW, Audi, SEAT e Skoda, háum sistema Auto-hold diferente, pois ele retém na memória da central a última pressão aplicada no freio, e por isso, para que ele funcione corretamente, o melhor é aplicar uma boa dose de pressão no freio antes de acionar o sistema.

Vale ressaltar que existe uma grande diferença em relação ao sistema Hill hold, ou mais comumente chamado de sistema de auxílio de partida em rampa. Neste sistema, os freios só manterão o carro parado por alguns segundos enquanto o motorista arranca o veículo.

Para exemplificar o funcionamento do sistema, usaremos o esquema elétrico do manual de injeção eletrônica do Ford Fusion 2.5 2017 em diante, encontrado no sistema SIMPLO.

Após acionado o pedal do freio, o interruptor fecha contato e manda um sinal para a BCM (Módulo de controle da carroceria) que controla o módulo do ABS, atuando nos freios.

Quando o pedal do acelerador for acionado, irá mandar um sinal para a central:

O módulo do motor, interpretará e se comunicará com a BCM, que por sua vez comandará a liberação dos freios.

 

Fonte:

Leia também

Volkswagen domina últimas atualizações dos Manuais de Injeção Eletrônica da Linha Leve

Volkswagen domina últimas atualizações dos Manuais de Injeção Eletrônica da Linha Leve

13/03/2019

Abaixo você confere a lista de veículos organizados por marca, que receberam atualizações nos últimos meses nos manuais técnicos automotivos de Injeção…

Saiba mais
SIMPLÍCIO EXPLICA: CÂMBIO DSG

SIMPLÍCIO EXPLICA: CÂMBIO DSG

01/03/2019

O câmbio de dupla embreagem é uma variação do sistema de fricção com disco seco (fricção entre dois discos). Essa tecnologia também pode utilizar…

Saiba mais
Simplo Manuais Técnicos Automotivos